quarta-feira, 6 de maio de 2015

É a chuva

É a chuva









Um homem entra na igreja e vai ao confessionário. 
-Perdoa-me, padre, porque eu pequei.- Diz ele. 
-Qual é o seu pecado, meu filho?- Pergunta o padre. 

-Bem, um mês atrás, eu estava na biblioteca até à hora de fechar, e quando quis ir embora, começou a chover muito, sem parar. Depois de algum tempo, a bibliotecária e eu fomos ficando mais confortáveis e... bem... fizemos festa a noite inteira, se é que o senhor me entende.
 Diz o Padre:
-Não foi correto mas também não foi horrível, meu filho, disse o padre. -Se foi apenas um único deslize, Deus vai perdoá-lo.
Responde o homem:
-Aí é...e esta...", disse o homem, "mais ou menos uma semana atrás, eu dei uma ajuda à minha vizinha e consertei as persianas dela, e quando ia pra casa, começou a chover muito, muito, sem parar, e... bem... o senhor sabe, foi festa a noite inteira.
O padre ficou em silêncio por alguns segundos. 
O homem cobriu o rosto com as mãos e, em soluços, perguntou:
 -O que eu devo fazer agora, padre?
Diz o padre:

-O que você deve fazer?-Berrou o padre: -Você deve sair já daqui antes que comece a chover!
                                                                           

Sem comentários:

Publicar um comentário

Anterior  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png