domingo, 14 de dezembro de 2014

Sermão

Sermão

Aborrecido por ver os seus paroquianos viverem como pagãos, o cura duma 

pequena aldeia faz um sermão particularmente severo:

-Isto tem de acabar! Estão a ouvir-me?-Gritou o cura.

E prosseguiu o sermão:

-Isto tem de acabar, isto é o último aviso. E agora escutem-me os 
chupadores de cigarros, os chupadores de cachimbo, os chupadores de 
garrafas!

Nisto interrompe um cidadão e ouve-se uma voz efeminada, que diz:

-Não se esqueça de mim, senhor cura!
                                                                 


                                                                           






























































Sem comentários:

Publicar um comentário

Anterior  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png