quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Sapo

Sapo

Um gay passeia com o amigo, no campo, dá-lhe vontade de evacuar (fazer as suas necessidades) e vai
atrás de uma árvore, fazer as suas necessidades. Pouco depois o amigo ouve ele gritar:

-Uólha! Uólha! Que desgraça! Anda cá ver, tive um aborto! Anda cá!

O amigo foi lá ver e diz-lhe:

-Qual aborto, qual quê! Pareces parvo!

Diz-lhe o gay:

-Uólha, não vês? Com os olhinhos abertos e os bracinhos e as perninhas a mexer! Não vês a criança?

Responde-lhe o amigo:

-Qual criança, qual carapuça! Você não vê que cagou encima dum sapo, seu maricas?!
                                                                 


                                                                           


























































Sem comentários:

Publicar um comentário

Anterior  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png