sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Espermatozóide

Espermatozóide

Um espermatozóide era coxo, coitado, chegava sempre atrasado á saída da bolsa dos testículos e
nunca conseguia sair. Lamentava-se aos companheiros e chorava. Ele queria saber como era aquilo, quando passavam todos contentes do homem para a mulher, mas não havia meio. Um dia os outros disseram-lhe que para a próxima vez o empurravam para a frente e ele ia conhecer o que nunca tinha visto e assim foi.
Saiu, mas pouco depois gritava aterrorizado:

-Traição! Traição! Caí numa sarjeta da rua!

                                                                 


                                                                           














































Sem comentários:

Publicar um comentário

Anterior  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png  photo rsz_feed-compressor-compressor_zpsf7904c18.png